Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Tem vaga para profissional de marketing em Brasília!

por Rafael Damé - Mestre

É recorrente em meus textos a dificuldade ou mesmo falta de informação das pessoas sobre os conceitos básicos de marketing, visto a forma pejorativa de sua utilização ou mesmo da criação infeliz do termo “marqueteiro”. Pois, se só o conceito básico do termo já causa divergências junto ao grande público devido a falta de uma informação mais profunda ou técnica, o que seria possível dizer dos termos que provém do marketing? 

Trazemos para análise nesse texto somente um exemplo: o marketing político, pois este é permanentemente discutido e confundido com outros termos próximos como, por exemplo, o caso do marketing eleitoral. 

Marketing eleitoral é nada menos que as ações estratégicas de aproximação de um candidato a algum cargo político de seu público alvo, o eleitor. Tais ações começam e terminam em uma campanha eleitoral, refere-se a marketing, a relação estabelecida do pretenso político com seu eleitor, ouvindo-o, conversando, e invariavelmente, prometendo. 

Já o marketing político apresenta uma complexidade bem maior, dá-se como marketing político a relação do político, já eleito, não só com o público que o elegeu, mas com toda a comunidade envolvida ou habitante da área de atuação da citada autoridade. 

A relação que sustenta o marketing político dá-se através dos atos de contemplação das expectativas criadas na época eleitoral, bem como da proximidade do candidato eleito com sua população na trajetória do alcance do objetivo maior da gestão pública: a prestação de serviços visando o bem comum. 

Sim, também penso como você, o texto acima cai bem para uma página de livro, mas se vamos encarar a realidade,  apagamos tudo escrito acima e começamos uma nova história, pois é isso que nossa capital federal hoje precisa, uma nova história. 

Boa parte dos analistas econômicos e políticos do Brasil defendiam a ideia de que o país necessitava de um fato novo na esperança de reestabelecermos um pouco de credibilidade e que este fato novo deveria ser a troca de presidente, ok? Quem sou eu para discordar, e nem é o objetivo desse texto posicionar-me politicamente, porém, como profissional de marketing tenho a obrigação de alertar que após o fato novo, o país precisa construir uma nova imagem, definir uma nova proposta de relação com o povo, apresentar ações de curto prazo que mostrem ao povo que algo, novo, positivo e diferente vem sendo feito, então, enviem seus currículos, Brasília precisa de marketing! 

Serviços da faculdade
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018