Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

O Papel do Gestor nos Novos Modelos Organizacionais

por Leonardo Betemps Kontz

As empresas buscam um novo arquétipo econômico de baixo custo e intensa competição. Isso decorre da internacionalização e globalização, que lhes impõe a necessidade de desenvolver produtos e serviços de qualidade com maior produtividade, num contexto de mudanças que exige, acima de tudo, capacidade de adaptação por parte das organizações e dos seus colaboradores. Ao ingressar em um sistema organizacional produtivo, o indivíduo busca, de modo geral, satisfazer tanto suas necessidades sociais, quanto de auto-realização. No entanto, sabe-se que estes objetivos nem sempre são alcançados, visto que existem inúmeros fatores que permeiam as relações de trabalho e influenciam na satisfação dessas necessidades. 

Devido às características adquiridas pelas empresas, a participação dos indivíduos no processo é fundamental para o crescimento. Segundo Robbins (2004), os departamentos foram transformados de maneira a substituir as barreiras e fronteiras tradicionais, transpondo assim, os mecanismos que prendiam os colaboradores dentro de uma mesma função. Torna-se necessário substituir os departamentos funcionais, por equipes multifuncionais e organizar as atividades em torno do processo. Ou seja, significa que os gestores atuais devem ficar atentos ao fato de que é necessário deixar que os indivíduos flutuem dentro dos setores e exerçam as mais diversas funções, não se atendo, apenas, a alguma função determinada. 

Portanto, cabe aos gestores da empresas articularem as necessidades dos colaboradores com os suas, favorecendo, assim, um ambiente organizacional voltado para o desenvolvimento contínuo. 

Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018