Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

A Antropologia do Consumo como Elemento de Compreensão do Cliente.

por Leonardo Betemps Kontz

A antropologia apresenta uma importante visão para o mundo do consumo, pois dela deriva a interpretação das relações de poder, instituições, rituais, valores e mitos que abrangem a estrutura de significados da cidade capitalista contemporânea. Nestas cidades, existe um deslocamento progressivo das relações de poder do local para o global, onde fatores culturais rearticulam os pensamentos das pessoas e os transformam em uma lógica de consumo coletiva. 


Nesta ordem, os indivíduos se utilizam do consumo para se posicionar hierarquicamente frente a outros indivíduos ou então se identificar ou diferenciar como classe social. Para Brandini (2006) esse é o “meio da quais uns e outros se posicionam hierarquicamente e se identificam com grupos e classes sociais, ou se diferenciam deles”. 


Tendo como base a dimensão simbólica do consumo, consumir torna-se, sob o ponto de vista antropológico, um método ritual que representa a organização social e o universo simbólico dessas sociedades. 


Com base nos elementos apurados pela ótica do comportamento do consumidor, cabe as empresas identificar, a partir dos embasamentos antropológicos, os fatores que circundam os indivíduos e criar estratégias para atrair e estimular a compra dos seus produtos e serviços.

Serviços da faculdade
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018