Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Administração pública em um novo contexto

por Fabio Piñeiro - Docente da Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas

A complexidade que existe entre as ações que o Estado realiza, a exemplo da administração burocrática (que tende a reagir de forma lenta e insatisfatória às mudanças econômicas e sociais que processam à sua volta) para propor o bem estar social da população e as possíveis falhas do sistema em disponibilizar recursos adequados para que os projetos sociais possam se desenvolver, vem acarretar um distúrbio que afeta toda a população.

A estratégia das organizações públicas é frequentemente limitada pela burocracia que cerca os processos relacionados às mesmas. Infelizmente, a cultura da organização fica contaminada pela percepção de que não adianta criar uma nova solução ou um procedimento mais simples e eficiente, pois, se não estiver previsto na legislação, não pode ser executado. Verifica-se uma inversão de limites em relação à empresa privada. Essa última é limitada pela legislação que diz o que é proibido, enquanto a organização pública não pode tomar nenhuma atitude que não seja previamente permitida por lei.

Na estratégia das empresas privadas atingir o resultado é o mais importante e, na pública, a obediência à lei prevalece sobre o alcance dos objetivos. Este obstáculo pode ser minimizado se a organização definir "políticas" durante o planejamento estratégico. Ações individuais que alguns órgãos do Estado propõem para solução de possíveis problemas que a sociedade enfrenta, vem desenvolver a máquina como um todo. No livro Reinventando o Governo, de acordo com Osborne, inaugurou o governo empreendedor com um estilo pragmático de Gestão Pública (1998).

No que tange a empreendedorismo, a organização pública assume uma responsabilidade e iniciativa de desenvolver políticas e programas que envolvam a população em um âmbito de progresso e desenvolvimento. Assim sendo, o Estado assume um papel estratégico na sociedade atuando com ações que disponibilizam segurança e desenvolvimento social para a população. A utilização da eficiência e de pessoas capacitadas faz com que os projetos institucionais busquem seus objetivos dentro da política pública adotada pelo governo.

A formação de servidores voltados para analisar os problemas socioeconômicos, com competência para buscar soluções, passou a ser vista pelos governos como uma estratégia de transformação do Estado, colocando-o efetivamente a serviço da sociedade. Competência considerada como o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes para encontrar alternativas que possibilitem a adequação, a evolução e a sobrevivência das organizações e, consequentemente, do próprio Estado. A nova administração pública prega a transparência das ações e decisões de seus gestores, atribuindo-lhes maior autonomia, vinculada a responsabilidade social, o que leva a novas formas de controle. 

Serviços da faculdade
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018