Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Memória, leitura e aprendizado

por Luciano de Lima Silveira - Orientador de Educação Profissional/Senac Comunidade

A memória tem importância predominante sobre o aprendizado, pois sem ela não poderíamos, por exemplo, armazenar o que lemos. O psiquiatra Eric Kandel, Nobel em medicina ao estudar a formação da memória nos neurônios descobriu os genes e as proteínas capazes de realizar esta função, bem como os mecanismos da memória de curto e longo prazo.

Na leitura, algumas lembranças podem ser armazenadas na forma visual, olfativa, tátil, auditiva. Outras lembranças fazem reviver sentimentos. O armazenamento do conhecimento de algo lido é fixado em diversas áreas, algumas em áreas visuais do cérebro, outras em regiões ligadas à linguagem e também em áreas que tratam das emoções. Quando citamos algo que foi armazenado na forma de leitura, essas diversas áreas são ativadas para formar a lembrança.

“Acreditamos que as mesmas áreas responsáveis pelo processamento das informações cuidem das lembranças dessas informações, as áreas visuais são responsáveis pelas memórias visuais, as táteis pelas lembranças táteis e assim por diante. Não há um único "centro da memória" no cérebro, responsável por armazenar tudo. ” (Eric Kandel, Revista Super, abril 2001, p.92-3)

As lembranças são armazenadas na mente a partir de mudanças estruturais nos neurônios, novas sinapses e ligações neuronais são formadas sempre que aprendemos algo. Lendo e relembrando o lido estamos realizando alterações químicas nos neurônios, suprimimos algumas proteínas e estimulamos a produção de outras.

Kandel define memória como a expressão no comportamento de informações passadas que foram resgatadas ("A vida é a soma de todas as nossas escolhas”. Albert Camus). O processamento químico que ocorre nos neurônios para formação da memória também pode ser encontrado em outras células do organismo como, por exemplo, nas células do fígado ou rim, podendo ser responsáveis por registrar mudanças de longo prazo, porém não podem ser exatamente classificadas como memória, mas como mudanças adaptativas.

“Talvez as células dos rins, assim como as do cérebro, sejam capazes de receber informações novas e fazer com que essas informações sejam registradas quimicamente. Dessa forma, elas também seriam capazes de um tipo de aprendizado”. (Eric Kandel, Revista Super, abril 2001, p.92-3).

Kandel descobriu uma proteína capaz de converter memória de curto prazo em memória de longo prazo, denominada CREB-1. Acredita que a indústria farmacêutica será capaz de, em alguns anos, produzir drogas com capacidade de auxiliar pessoas idosas a melhorar sua memória. Afirma que uma droga capaz de produzir supermemória não seria desejável, pois todas as pessoas precisam esquecer de algo e que as pessoas que possuem supermemória enfrentam diversas dificuldades como, por exemplo, pouca criatividade.

A neurociência e a psicologia poderão se tornar uma coisa só. Na psicologia tinham-se conceitos abstratos sobre as memórias de curto e longo prazo, na neurociência encontra-se a demonstração prática no seu substrato anatômico e fisiológico.

As pesquisas de Kandel trazem contribuições muito importantes para a área da educação. Seus estudos demonstram que a absorção de conteúdos se dá de forma mais satisfatória, quando há intervalos, do que quando se realizam estudos longos sem descanso, demonstrando a necessidade de intervalos regulares e aulas mais curtas para um melhor aprendizado. O estudo das técnicas de como armazenar informações no cérebro será dilatado pela neurociência.

O cérebro e a memória também necessitam de cuidados nutricionais. A médica Daniela, que é formada em nutrição pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, informa em seu artigo que os alimentos como morango, pêssego, uva, kiwi, tomate, maçã e também cebola e espinafre, estimulam o cérebro por possuírem uma substância chamada fisetina. Essa substância tem a função de manter a memória jovem, pois estimula a formação de ligações novas entre os neurônios e fortalece-os. As substâncias contidas nestes alimentos estimulam a comunicação neuronal, dilatam a capacidade de pensar, concentrar, aprender e memorizar.

A prática de esportes tem influência no desempenho do aprendizado. Alunos sedentários têm desempenho inferior aos que praticam esportes. A diferença ocorre no ânimo e na vontade de realizar as tarefas acadêmicas, os sedentários distraem-se com maior frequência, os praticantes de esportes têm melhor desempenho de raciocínio e memória, assim concluiu um estudo da universidade de Gotemburgo, na Suécia.

“Quando você faz atividade física, você tem aumento de fluxo sanguíneo para uma área do cérebro chamada hipocampo, que está relacionada com a memória e com o aprendizado, explicou Ricardo Arida, do Departamento de Fisiologia da Unifesp.” Esse é mais um motivo para que as pessoas realizem exercícios físicos diariamente: aumento da atividade cerebral, além de promover diversos outros benefícios para a saúde. Finalmente a confirmação científica para a frase de Juvenal, “mens sana in corpore sano”.

Conclui-se que a memória tem grande importância no aprendizado e na retenção de informações. Os cuidados que tenhamos com a nossa memória nos auxiliarão para o sucesso na aquisição do conhecimento. Com esse cuidado encontraremos no nosso acervo linguístico sempre que necessitarmos, a palavra que se adeque ao contexto que desejarmos, não esqueceremos o que seria dito ao nosso interlocutor e realizaremos a aprendizagem buscada de forma satisfatória.

Referências:

Disponível em: http://super.abril.com.br/ciencia/eric-kandel-442071.shtml

Disponível em http://www.comciencia.br/reportagens/memoria/07.shtml - Perda de memória: quem não vai passar por isso?

Disponível em:

http://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/11850-memoria-em-dia-alimentos-que-estimul am-o-cerebro#.Ub-WGs6tUYo - Memória em dia: alimentos que estimulam o cérebro.

Disponível em:

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1474294-5603,00-PRATICAR+ESPORTE+MELHOR A+APRENDIZADO+DIZ+PESQUISA.html - Praticar esporte melhora o aprendizado

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018