Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Só se comunicar não basta, devemos nos comunicar bem!

por Liliana Cainelli Cambruzzi Ferretti - Jornalista, locutora e docente do Senac Farroupilha

A comunicação é inata aos seres humanos. Ou seja, já nascemos nos comunicando, e alguns aspectos da linguagem não-verbal são praticamente universais. Entretanto, quando pensamos no âmbito profissional e também no pessoal, será que realmente sabemos nos comunicar de forma efetiva?

É raro, senão impossível, encontrar alguém que admita nunca ter tido problemas com a comunicação. E esses problemas podem ser pequenos, corriqueiros - como repetir um pedido em casa ou ligar para o ramal de um colega no trabalho porque não compreendeu um e-mail – ou até mesmo mais graves, levando a divórcios e demissões. Por isso, devemos ter em mente que, independente da gravidade das consequências, é fato que falhas na comunicação geram danos, alguns irreversíveis.

Mas e se todos estamos suscetíveis a problemas de comunicação, o que podemos fazer?  A essa questão, a resposta é simples: minimizar os riscos.  Para tanto, devemos compreender o processo de comunicação e aprender técnicas que contribuam de forma significativa para melhorar a nossa interação com o meio em que vivemos.

Pode parecer simples: emissor – mensagem - receptor. Todavia, para que essa mensagem chegue de um ponto ao outro, ela passa por uma codificação, através de um meio, e necessita ser decodificada. Durante esse caminho, ela está vulnerável a ruídos.

Quando pensamos em ruídos, a primeira associação que fazemos é com um som que incomoda. Ok, está correto, mas ruídos vão muito além de produções sonoras. Ruído é o que disputa a atenção com o principal em uma mensagem, que é o conteúdo, e pode se manifestar de várias formas: no visual e também em vícios na oralidade como os “nés”, “hãss”, “daís”, entre outros tantos.

Uma boa notícia é que podemos limpar esses vícios e melhorar a ordenação de nossas ideias para sermos melhores compreendidos, tudo isso com uma boa orientação e dedicação. Dessa forma, fazer uma faxina no que é dispensável e aprimorar o que está bom. Lembre-se que cada vez mais a sociedade e o meio profissional precisam e buscam pessoas dinâmicas e que saibam se expressar. Por isso, busque se aperfeiçoar e consiga mostrar ao mundo o que você tem de melhor.

 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018