Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Educação Organizacional

por Eliane Teixeira de Cidade Moura - Docente do Senac Floresta

A educação é com certeza o único caminho, a estratégia mais poderosa para alcançar melhores índices de produtividade e qualidade nos resultados.

A educação organizacional tem sido objeto de atenção nos últimos tempos, motivada pelo desejo de melhores resultados e produtividade.   

A aprendizagem organizacional não é um tema recente. O termo já é usado há muitas décadas nos EUA e em alguns países europeus, mas somente a partir dos anos 80 que algumas organizações começaram a desenvolver essa atuação em suas empresas. No Brasil tomou um rumo mais consistente a partir dos anos 90, através da difusão do conceito de Organizações que Aprendem (Learning Organization), cuja origem está na obra de Peter Senge (1999). Segundo Senge (1999), “As organizações que aprendem são aquelas nas quais as pessoas aprimoram continuamente suas capacidades para criar o futuro que realmente gostariam de ver surgir”. O autor acredita que as mudanças fundamentais sempre estiveram relacionadas com as pessoas e não com a tecnologia.

No mundo cada vez mais globalizado, mudanças na organização do trabalho não se reduzem mais a fatores internos às empresas, situando-se claramente na lógica das relações econômicas setoriais, nacionais e internacionais. No mundo da fábrica global, do trabalho e do trabalhador coletivo, educadores e pesquisadores veem-se hoje desafiados a construir um quadro de análise que permita uma nova leitura do trabalho, em toda sua heterogeneidade e multidimensionalidade.

A capacitação e a especialização dos indivíduos dentro dessa nova realidade deve ser algo dimensionado para atender profissional, e não apenas visando a preparação para uma atividade específica, como se fazia até bem pouco tempo atrás. Contava-se a eficácia da área de RH pelo número de cabeças treinadas, e não pelo retorno que esse investimento deveria estar trazendo para as empresas. Hoje há uma crescente conscientização para a necessidade de educar e treinar promovendo uma perfeita harmonia entre os objetivos organizacionais e a realização pessoal dos indivíduos.

Investir no conhecimento e no autodesenvolvimento dos colaboradores tornou-se uma peça-chave para uma empresa ser competitiva, pois com o acesso à tecnologia e as informações circulando numa velocidade muito rápida, o diferencial do negócio realmente passou a ser focado nas pessoas.

Ao analisar a maneira como está se desenvolvendo a aprendizagem nas organizações, percebe-se que o ser humano está sendo valorizado e reconhecido. Também, seus sentimentos, emoções e experiências são considerados fatores vitais para o comprometimento do indivíduo com seu trabalho e com a organização.

 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018