Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

A comunicação dos jovens

por Maciel de Toni

Percebemos todos os dias que as notícias, fofocas, boatos e muito mais são espalhados 
pelo mais diversos meios de comunicação. Nossos jovens vêm se comunicando cada 
vez mais em vias virtuais do que vias “naturais” de comunicação. Certamente muitos de 
nossos aprendizes nunca enviaram uma carta, uma correspondência, um telegrama. 
Isso não quer dizer que estamos atrasados, ou que eles estão muito adiantados ao seu 
tempo. Sabemos que a navegação passou de ser apenas uma atividade marítima e 
tornou-se muito mais prática nas mãos e fins de comunicação que nossos jovens 
utilizam. 

 

Atualmente, a comunicação acontece por diversos meios, formatos e condições. 
Podem ser formas mais claras de se comunicar, evitando distorções de mensagens e 
apropriando o receptor quando enviamos ou comunicamos algo que seja entendível, 
mas para isso precisamos conferir se a mensagem foi compreendida. Podemos citar 
como regras para uma boa comunicação: 


1 – Cuidar os meios que nos comunicamos. Essa dica reflete muito o sentimento que a 
pessoa quer passar com a sua mensagem. Muitas vezes ao lermos uma mensagem não 
sabemos interpretar o que dono da mensagem quis nos repassar e geramos conflitos 
desnecessários por colocarmos nossos sentimentos que não são os fiéis à mensagem. 
 

2 – Clareza na comunicação. Já dizia Fernando Costa, “o óbvio tem que ser dito”. Comumente as mensagens, em especial grandes anúncios, deixam a desejar em sua 
forma de abordar o receptor. Devemos ter o maior cuidado para que todos os 
envolvidos percebam a mesma orientação na mensagem, tendo assim uma maior 
eficiência no processo de comunicação. 


3 – Perceba que todos entenderam – muitos vícios de linguagem utilizados atualmente 
interferem na comunicação, na entrevista, no processo de seleção, numa venda, num 
atendimento. Precisamos nos policiar frente a grande “redução “ dos propósitos de se 
comunicar. Dois três caracteres podem não ser interpretados por todos, como VC, BJK, 
TC, VD, CTG, dentre outros. O reflexo dessa falta de movimento articular de fala ou 
mesmo de escrita, certamente desagregará em seu atendimento, em sua venda, em 
sua jornada. Pense nisso.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018