Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

O Endomarketing

por Pâmela Freitas Fagundes

Cada vez mais, estão sendo desenvolvidas ferramentas e atividades que proporcionam uma boa relação entre as empresas e os seus colaboradores, todas elas com o principal objetivo: tornar o ambiente de trabalho algo satisfatório e prazeroso. Para definir esse processo de comunicação com os colaboradores, no final da década de 80, o professor brasileiro Saul Bekin, criou o termo Endomarkentig. O Endomarketing é a soma de Endo que provem do grego “ação interior ou movimento para dentro”. Com o Marketing, que entre as suas variadas definições, podemos dizer que nada mais é que uma “Troca de ação social e gerencial”.

Para Bekin (2004), o Endomarketing é um conceito, uma postura, uma atitude e um comportamento, um instrumental que corresponde a uma nova abordagem para o mercado. Na visão de Cerqueira (2005), os sistemas de Endomarketing consistem num conjunto de processos, projetos ou veículos de comunicação integrada que permite a venda, a consolidação de uma nova imagem para dentro da empresa.

Com a necessidade de melhorias no ambiente organizacional, o Endomarketing objetiva conquistar o seu cliente interno (colaborador), o que irá refletir no seu cliente externo (clientes). As pessoas possuem valores sociais, crenças, experiências de vida e culturas variadas. Assim como ocorre nas organizações, essas diferentes características pessoais interferem também no ambiente escolar.

Em sala de aula, o professor desempenha o papel de liderar o ambiente, motivar as pessoas que fazem parte daquela classe, assim como nas empresas, em que seus gestores são os nossos principais representantes e incentivadores. Assim como no ambiente de trabalho, a sala de aula deve ser um ambiente onde o aluno está motivado a aprender, a contribuir e a interagir com os demais, e o responsável por toda essa integridade é o docente.

Por isso, a ideia de aproximar o Endomarketing da sala de aula é uma alternativa para preparar os alunos para o ambiente organizacional, transmitindo possíveis melhorias que tornarão a vida profissional satisfatória, além de qualificar o ambiente de aula. Conforme Lima (1984), a função é simular situações que desafiem o educando, de acordo com seu nível de desenvolvimento. Cabe ao educador realizar atividades que envolvam e desenvolvam as competências e os conhecimentos dos alunos. Atividades como ações socioeducativas, que aproximem não só a turma, mas o professor e a instituição de ensino, terão os mesmos resultados que as práticas de endomarketing desenvolvidas nas organizações.

O desenvolvimento de ferramentas e atividades que aproximem os integrantes da turma tornam o ambiente de sala de aula algo atrativo e interessante. O trabalho desenvolvido em equipe gera resultados surpreendentes e o entusiasmo dos envolvidos. Assim, cada um vê a sua participação e contribuição,  mérito de um esforço coletivo e ao mesmo tempo individual. Esta são ferramentas relacionadas ao que o Endomarketing desenvolve no ambiente organizacional.

Esta relação nos mostra que, independente da realidade social de cada um, a união dos valores pessoais, a troca constante de conhecimentos teóricos e de experiências práticas, possibilita uma constante interação entre os envolvidos, além de despertar o interesse habitual em participar daquele grupo.

A realização de atividades que aproximem a turma, a participação em atividades externas e a participação de outros profissionais e educadores levam o conhecimento e interação além da sala de aula, ampliando a visão e o conhecimento de cada um, não limitando-o apenas no ambiente escolar.

 

 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018