Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

A importância da enfermagem em tempos de pandemia

por Chrystian Fogaça Antunes - Enfermeiro e docente Senac São Borja

O que estamos vivendo nestes meses de 2020 é algo que ocorre na natureza com pouca frequência, mas que faz parte de nossa história, assim como outras epidemias e pandemias que a raça humana vivenciou no passado. Obviamente nenhuma delas é igual a outra, mas em todas elas tivemos trabalhadores de saúde enfrentando a crise para ajudar a população.

Você já imaginou como seriam os hospitais e os diversos estabelecimentos de saúde se não existisse enfermagem? Nem dá para imaginar. Pois bem, essa profissão que ganhou mais notoriedade durante a pandemia e que vemos na televisão ou quando vamos ao hospital e os vemos de branco, quem são eles? Bom, são seres humanos como eu e você, com família, casa, roupas para lavar, contas para pagar, como todo mundo. Um dia eles decidiram fazer um curso, aprender enfermagem e hoje são profissionais. Mas o que faz a enfermagem?

A Enfermagem de hoje que enfrenta tão bravamente essa pandemia é fruto de muitos anos de evolução e transmissão de conhecimentos de geração para geração. Há muito tempo atrás, quando a enfermagem ainda não era uma profissão fundamentada na ciência, a forma como se cuidava dos doentes era totalmente popular e sem nenhum rigor científico. Não era por se dizer uma profissão, não haviam cursos ou escolas onde se podia sentar e estudar enfermagem.

Tudo mudou com Florence Nightingale, uma senhora inglesa de alta classe que durante a Guerra da Criméia dedicou-se a cuidar dos feridos nos hospitais de campanha. Nesta época ainda não existia a ideia de separar os doentes, os quais ficavam amontoados em um mesmo ambiente escuro e com poucas condições de higiene. Florence então provou que separar os pacientes de acordo com suas doenças em ambientes bem iluminados, arejados e limpos ajudava no processo de cura. Esse foi o início da enfermagem como uma ciência, algo pra praticamos até os dias de hoje. Após a guerra, Florence dedicou-se ao ensino da enfermagem, fundando a primeira escola de enfermagem da qual se tem notícia no mundo.

Os tempos mudaram e a ciência evoluiu. Hoje em meio a pandemia, a enfermagem se baseia em conhecimentos científicos que foram amplamente testados e comprovados para exercer seu papel. Uma prática ou um determinado procedimento que a enfermagem executa só pode ser feito se passou por todo o rigor do método científico.

 Assim como as teorias de Florence um dia foram testadas e até hoje ninguém provou o contrário, todo e qualquer novo procedimento ou prática dentro da enfermagem deve ser submetido a diversos testes científicos por diferentes pessoas para que se prove que realmente funciona e que não faz mal ao paciente ou aos profissionais que o executam. É parecido com o que é feito com medicamentos e tratamentos na Medicina, assim como para os métodos que utilizamos na prevenção do COVID-19, como o uso de máscaras, a lavagem das mãos, uso de álcool gel e o isolamento social. Nada foi inventado da cabeça de alguém por acaso, tudo foi testado e comprovado que funciona e que não faz mal para ninguém.

A enfermagem como ciência que é precisa replicar somente o que é científico. Sabemos que existem muitas práticas de conhecimento popular passadas de geração para geração que não são científicas, mas que de alguma forma se perpetuam porque geram algum resultado. A enfermagem deve combate-las? De forma alguma. Precisamos avaliar cada caso. Cada paciente possui seus conhecimentos prévios, tem sua cultura, suas tradições, suas crenças. Nenhum paciente chega até nós vazio, sem saber absolutamente nada.

A enfermagem precisa avaliar o que seu paciente sabe e faz, e buscar entender se tais práticas afetam seus cuidados e seu tratamento. Se não afetam, precisamos respeitar e preservar. Faz parte da cultura do paciente. Ainda assim, se de alguma forma afetarem o paciente, cabe a nós enquanto enfermagem esclarecer ao nosso paciente, para que ele próprio tome sua decisão de forma consciente. É isso o que a enfermagem faz. A pandemia um dia irá passar, provavelmente toda a notoriedade que a mídia tem dado a nossa profissão. De qualquer forma estaremos aqui e continuaremos fazendo isso que nos compete. Isso se chama cuidar.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018