Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Segurança e Saúde no Trabalho para sociedade melhor!

por Leonardo Ghisolfi Rodrigues - Docente do Senac Uruguaiana

Em meados dos anos trinta Charles Chaplin lançava seu clássico filme “Tempos Modernos”, no qual se percebia claramente seu viés crítico ao novo modelo produtivo imposto pela Revolução Industrial, que se espalhava pela Europa. Esse modelo não reconhecia o homem nas suas limitações físicas e cognitivas, explorava sua força física até o limite, esperando daí o máximo retorno financeiro possível. O filme retrata situações de trabalho intenso, com atividades extremamente repetitivas em linhas de produção e muita pressão por resultados produtivos cada vez mais altos. Ocorre que o trabalhador tem um limite, ele não é uma máquina e mesmo esta tem limites, que quando atingidos pode fazê-la entrar em colapso. Imaginemos o quão prejudicial seria esse sistema ao corpo humano.

Nesse contexto surgem as necessidades de melhorias dos processos produtivos. O trabalhador passa a ser visto como peça fundamental no processo e para o qual o trabalho deve ser adaptado, com vistas a promoção da sua qualidade de sua vida e a melhoria dos processos produtivos.

Passado mais de meio século ainda é possível encontrar situações idênticas as retratadas no filme, já fortemente criticadas à época. Replicam-se no modelo produtivo atual, por essa causa, em grande parte, ainda carece de evolução.

Temos no mundo cerca de 6.300 mortes diárias relacionadas ao trabalho. No Brasil são cerca de 10 mortes por dia. Nosso modelo produtivo quando não mata, adoenta os trabalhadores. No ano de 2014 houve no Brasil 15.571 doenças relacionadas ao trabalho e 2.783 trabalhadores perderam suas vidas na execução de suas atividades laborais. A média geral (1970-2014) de acidentes de trabalho no Brasil é de 896.336 acidentes por ano, a média geral de doenças do trabalho é de 13.227 novos casos todos os anos.

A mudança nesse cenário requer uma união de forças entre Estado e sociedade civil. O primeiro através de políticas públicas que promovam o trabalho seguro e investimento em fiscalização e, o segundo estando comprometido com a conduta ética e legal nos aspectos relacionados à observância das normas de segurança e a promoção do trabalho saudável.

A promoção da segurança e saúde no trabalho se dá através da aplicação do conhecimento nas áreas de Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho, que com seus princípios de atuação promovem o trabalho de qualidade e seguro, permitindo às empresas o crescimento sustentável e aos trabalhadores uma atividade laboral gratificante e saudável. Isso repercute na sociedade diretamente, causando menos doenças e acidentes de trabalho e redução significativa do custo social da saúde e da seguridade social (benefícios acidentários), permitindo a alocação de recursos do Estado em outras áreas de interesse social.

O Senac oferece cursos de formação de Técnicos em Segurança no Trabalho com vistas a formar profissionais capazes de gerir e propor soluções técnicas capazes de melhorar as condições em que são exercidas as atividades profissionais, promovendo o bem estar do trabalhador. Já para as empresas a vantagem em ter profissionais especialistas em Segurança no Trabalho resulta em melhoria de produtividade e redução de passivos e encargos trabalhistas resultantes de má gestão infortunística.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018