Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Sonho e Talento

por Diego Luiz Carvalho Mesquita - Formado em Sistemas de Informação (IBGEN) e cursando a Pós-Graduação em Docência no Ensino Técnico (SENAC-SP)

Parecem apenas duas palavras simples, distintas e que, nos dias de hoje, distantes da nossa realidade em função de uma rotina de compromissos e tarefas.  Simplesmente chegamos em uma determinada idade e descobrimos que além de ir para a escola precisamos trabalhar. Trabalhar? Sim! Então qualquer coisa serve, é isso? Essas perguntas, de certa forma, acabam permeando o mercado de trabalho e nossas vidas. As perguntas seguem. Podemos fazer qualquer atividade? Amar o nosso trabalho? De acordo com Steve Jobs "Você tem de encontrar o que você ama. A única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que faz".

Pensando que um dia tem 24 horas e que passamos um terço, em média (8 horas), no ambiente de trabalho, esse tempo não pode ser "desperdiçado" com algo que não sentimos prazer ou que não amamos. Hoje nos preocupamos tanto com dinheiro. Quanto vale? Quanto ganharei? Mas não nos preocupamos com a caminhada a ser trilhada para conseguir esse dinheiro chamado de salário. Por que priorizar o dinheiro que vai ganhar, quando na verdade teremos que exercer de forma eficiente nossa função até ganhar o merecido salário? Por isso acredita-se ser importante amarmos o nosso trabalho, pois assim trabalharemos de forma tranquila e feliz, logo ganhar a remuneração desejada. Dinheiro sempre será apenas uma consequência do nosso trabalho.


Por isso a proposta de falar de dois elementos que contribuem de forma explícita para que possamos amar o nosso trabalho: o Sonho e o Talento. De acordo com Ferza (2009) "Freud parte do princípio de que todo sonho tem um significado, embora oculto, da realização de desejos". Pode-se afirmar que os sonhos por trás de seus significados nos mostram um caminho, uma identificação com o que gostaríamos de ser.

Seguindo nessa lógica, precisamos perseguir nossos sonhos. Aquele trabalho que almejamos, que percebemos ou imaginamos que trará felicidade pode ser traduzido por meio dele. E é nessa etapa que entra o Talento, que é aquilo que individualmente somos muito bons e que realizamos com facilidade, identifico-o como facilidade, que ao realizamos gera uma grande entrega, utilizando pouca energia.

 E se trabalharmos utilizando nosso talento, não seria mais fácil? Essa é a proposta: precisamos passar por um processo de autoconhecimento, descobrir aquilo que temos de melhor, que gostamos de fazer, que executamos com facilidade, que nos identificamos, que nos gera alegria e felicidade ao realizar. Esse é o caminho para amar o seu trabalho: escute seus sonhos, traga-os para a vida real, perceba seus talentos (suas habilidades), busque o conhecimento e seja feliz no mundo do trabalho.  Concluo esse texto, reconhecendo que há a possibilidade de trabalhar e ao mesmo tempo ser feliz e amar o que se faz, dizendo também que o salário é apenas o final do processo, e que precisamos dar mais valor ao método de como esse dinheiro é adquirido, e de que a caminhada até pode ser árdua, entretanto tranquila e de muita felicidade.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018