Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Conhecer outro(s) idioma(s): o que trazem as leis?

por Salete Marli Carvalho da Cruz - Docente

O Brasil é o único país da América do Sul que tem a Língua Portuguesa como idioma oficial e faz fronteira geográfica com Uruguai, Argentina, Paraguai, Venezuela, Bolívia, Peru e Colômbia. Isso já é argumento suficiente para o ensino do espanhol nas instituições brasileiras de ensino.

Para facilitar o entendimento e a comunicação entre brasileiros e hispanofalantes, foi homologada a Lei 11.161, em 2005, que torna obrigatória a oferta da língua espanhola no Ensino Médio e de matrícula facultativa para o aluno, e facultada a inclusão nos currículos plenos do Ensino Fundamental. A Lei fecha uma lacuna deixada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), de 1996, que define como obrigatório, a partir da quinta série, o ensino de pelo menos uma língua estrangeira moderna. Já para o Ensino Médio, foram inclusas uma língua estrangeira moderna como disciplina obrigatória e uma segunda, em caráter optativo, dentro das disponibilidades da instituição.

As referidas leis objetivam que os estudantes brasileiros tenham a possibilidade de conhecer outros idiomas e outras culturas. Em relação à Língua Espanhola, podemos afirmar que se tornou uma necessidade, ao pensarmos que esse idioma faz parte da vida de muitos brasileiros, mesmo que não-intencionalmente, já que não é necessário sair do País e ir até um dos países vizinhos para estar em contato com falantes do idioma.  O território brasileiro é destino certo para muitos hispanofalantes que visitam as praias em temporadas de férias e/ou pelo interesse em conhecerem os Sete Povos das Missões, considerando que vivemos na região missioneira. Temos conhecimento também do crescente interesse de estudantes brasileiros por cursos de Ensino Superior em países como Uruguai, Argentina, entre outros, considerando ainda que é opção de língua estrangeira nos vestibulares convencionais e nas provas do ENEM.

Sendo assim, não há como desprezar o fato de que o ensino da Língua Espanhola é uma necessidade e que deve ser conduzida pelos profissionais de ensino de maneira a despertar verdadeiramente o interesse dos estudantes pelo idioma e, assim, ter a relevância de sua aprendizagem reconhecida. Com isso, as leis desempenham função importante no sentido de instigar a consciência de que conhecer outro(s) idioma(s) e outras culturas contribuirá para o crescimento individual, intelectual e profissional do sujeito, objetivando que o interesse ultrapasse as paredes da sala de aula, independentemente de se tratar de uma instituição de ensino pública ou privada, já que não raras vezes é delegada, aos cursos de idiomas, a tarefa de ensinar a língua estrangeira.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018