Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Na hora certa

por Douglas Marcio Kaiser - Administrador e docente da área de Gestão

Incrível como alguns fatos do cotidiano mexem conosco. Coisas simples, às vezes banais, e que normalmente nos fazem dizer ou pensar frases do tipo: “como fui fazer isso?” ou “deveria ter me prevenido”.  Digo isso usando por base um fato que aconteceu comigo. Bateria de carro é algo que tem “vida” finita. E, na maioria das vezes (quem tem carro irá concordar), se percebe quando a bateria está perto do fim. Eu sabia que tinha que trocar ou revisar a bateria do meu carro. E fui adiando. Até que o carro me deixou na mão.

Pois bem, de alguma forma ou de outra, muitas vezes adiamos decisões ou mesmo resoluções simples, que nos poupariam tempo e dores de cabeça, se tivéssemos resolvido ou encaminhado na hora certa.  Existe um verbo semelhante a adiar, muito utilizado no meio corporativo, que é procrastinar. Não é uma palavra elegante, concordam? Algumas definições buscadas na internet informam que procrastinar significa “deixar para outro dia ou depois, adiar, delongar, postergar”.

Quem de nós nunca adiou uma decisão, a resolução de um problema? Procrastinamos decisões na vida profissional e pessoal. Relações pessoais mal resolvidas, palavras mal colocadas, pedidos de perdão adiados, reconhecer erros ou iniciar mudanças. As causas podem ser variadas: comodismo, medo, falta de conhecimento, inexperiência. Mas para cada causa, existe uma solução: comodismo se resolve com conscientização e atitude: para livrar-se do medo é preciso agir e confiar. Falta de conhecimento se corrige compartilhando experiências, e inexperiência se perde inovando ou descobrindo novos caminhos. Realmente, não é nada fácil, mas não é impossível.

Se procrastinar não é “elegante”, o termo proatividade tem um sentido muito interessante: significa antecipar-se a futuros problemas ou mudanças. É agir no sentido positivo, avaliando os pontos e questões que envolverem determinado tema, e antecipar-se a alguns acontecimentos ou possibilidades, criando alternativas. Ganha-se tempo e produtividade, qualidade de vida e confiança.

Fazendo uma analogia, nossa “bateria” são nossos pensamentos, nossa alma. Não vamos desperdiçar energia adiando decisões. Vamos consumir nossas energias, nossos pensamentos, de forma criativa, aproveitando os momentos, vivenciado experiências. Sem medo das mudanças, conscientes de nossa capacidade de aprender e realizar.

 

Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018