Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Como a inteligência emocional pode impactar no seu sucesso?

por Daiane de Melo Macari

Atualmente, as grandes empresas têm valorizado muito as habilidades de Inteligência Emocional de seus funcionários, principalmente aqueles que se encontram em uma posição de liderança. É nesse sentido que Daniel Goleman, especialista em Inteligência Emocional, afirma que existem dois tipos de inteligência: o QI – Quociente de Inteligência e o QE – Quociente Emocional, e ainda salienta que 20% dos resultados positivos obtidos na vida podem ser atribuídos ao QI, enquanto 80% fica por conta de outros fatores. 

Com a evolução da neurociência, o conceito de inteligência vem se modificando, dando margem à chamada inteligência emocional. Os estudiosos perceberam que o nosso sistema nervoso é altamente diversificado e que diferentes áreas do cérebro processam diferentes tipos de informação, e, com isso, podemos treiná-lo para utilizar de forma positiva nossas emoções. 

Enquanto a inteligência racional só considera alguns aspectos da inteligência, ou seja, aqueles ligados a pensamentos lógicos, matemáticos e analíticos, a inteligência emocional permite identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, aprendendo a administrar de forma positiva as nossas emoções e ainda a nos motivar para atingir nossas metas. 

Daniel Goleman defende que é o quociente de inteligência emocional o maior responsável pelo sucesso ou insucesso dos indivíduos na vida seja profissional ou pessoal. Até mesmo no ambiente de trabalho a inteligência emocional é uma ferramenta essencial para se alcançar bons resultados, maior produtividade e sucesso na carreira. 

Antigamente, se valorizava o tecnicismo, contudo, o mundo corporativo vem se modificando, agora a razão, a lógica e a inteligência não são suficientes para o sucesso. Aquele indivíduo que quer se dá bem no mundo profissional deve aprender a lidar com seus atributos emocionais para que tenha um bom rendimento no campo profissional. 

Quando você aprende como ser inteligente emocionalmente, você desenvolve algumas habilidades, como: 

- AUTOCONSCIÊNCIA: A autoconsciência nada mais é do que a competência de se observar para se conhecer e reconhecer as próprias emoções 

- AUTODOMÍNIO: O autodomínio permite você controlar as suas emoções e aplicá-las devidamente de acordo com a situação. 

- AUTOMOTIVAÇÃO: A automotivação é administrar as emoções positivamente para atingir um objetivo ou realização pessoal, desenvolvendo sentimentos de entusiasmo, perseverança, motivação e tenacidade. 

- EMPATIA: A empatia é a habilidade de identificar e compreender as emoções e sentimentos dos indivíduos que estão ao seu redor, se colocando no lugar do outro. 

Essas habilidades têm sido exigidas principalmente para aqueles que representam um papel de líder, em que o desempenho e relacionamento no ambiente de trabalho permitem influenciar o comportamento dos demais integrantes da equipe na busca dos objetivos organizacionais. 

Portanto, saiba que um alto QI não é suficiente para você ter sucesso em sua carreira profissional. É desenvolvendo a Inteligência Emocional que determina onde você se encontra e onde chegará.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018