Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

TI e o Fator Humano

por Válter Brandenburger Vasconcellos

Com algum tempo de experiência em suporte, percebe-se que a dificuldade técnica muitas vezes é superada pela experiência da relação com o cliente, ou seja, o fator humano. Muitos profissionais de informática e de nosso amplo setor de Tecnologia da Informação possui a ideia de que, no mercado de trabalho, irá desenvolver códigos, gerenciar estruturas e informações, instalar e configurar computadores, de forma totalmente isolada, sem nenhum contato com o “mundo externo”. Mas, para quem desenvolver? 


Este é o ponto principal, em que muitos fatores preponderam e o que fará diferença na formação técnica. Saber argumentar, avaliar situações, e finalmente expor ao cliente final são (sem dúvida) tarefas que acabam limitando muitos, ou seja, as atitudes e a comunicação. Acaba sendo um filtro, muitas vezes inclusive, para uma boa oportunidade de vaga em uma boa empresa. 


Não basta somente executar de forma perfeita uma tarefa, e sim saber planejar de acordo com a necessidade, e também expor de forma correta a solução. Neste ponto, um ótimo laboratório acaba sendo a própria formação, o convívio com pessoas que estão ali com diferentes ideias. Muitos não possuem a visão de que um curso é na verdade uma simulação do ambiente de trabalho que os aguarda, e acabam levando para o ambiente de estudo (e futuro local de trabalho) os mesmo hábitos (muitas vezes negativos). 

 

A questão técnica está muito bem resolvida, com facilidades no acesso a informação, a questão humana acaba sendo o ponto central de sucesso, e completando as competências do profissional. Isto envolve entre muitas outras qualidades, respeito, comprometimento e responsabilidade. Certa vez li que um bom funcionário é aquele que vê a empresa em que trabalha como se fosse o dono, no sentido de sempre fazer o melhor para obter o melhor. Esta visão empática pode ser a diferença na soma das qualidades, mas a maioria dessas características fazem parte da personalidade de cada um. Estudar a si mesmo acaba sendo algo tão técnico e tão vantajoso quanto reconhecer a família do processador e sua frequência máxima de operação. 

 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018