Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

A importância de cuidados ergonômicos

por Celita Alves Bidigaray - Docente do Senac Bento Gonçalves

Estamos vivendo numa era de conexões impressionante. Temos acesso a tudo e todos. O nível de informação é estratosférico! Isto faz com que o indivíduo esteja cada vez mais distante de si mesmo, esquecendo seu próprio corpo, muitas vezes.

A cadeira ajustável não é ajustada pela correria do dia a dia. A altura do mobiliário não é observada. As distâncias entre os equipamentos é descuidada. A luminosidade é inapropriada.

E lá pelas tantas, a coluna dói, o pescoço dói, os ombros doem, os pés incham, falta forças nos braços, as pernas pesam, a cabeça dói, o estômago arde, os intestinos não funcionam, o sono é ruim. O que aconteceu?

É a somatização. O corpo reflete as agressões e a falta de cuidado. De maneira silenciosa e discreta, até que não se aguenta.

O estudo da ergonomia visa a adequação do mobiliário às proporções do corpo humano para que este não sofra durante horas seguidas de trabalho. Traz muitas opções de correção de mobília, iluminação, texturas de materiais, dimensões de equipamentos, além de orientação postural e exercícios de prevenção e recuperação.

Este estudo traz novos olhares para a arquitetura, decoração, design e construções. O objetivo passa pelo conforto e bem-estar do trabalho ou da pessoa que vai comprar um móvel para casa. O equipamento ergonômico é agradável e, muitas vezes, imperceptível. Como, por exemplo, apoios e coxins para colocar nos pés da secretária e sob os punhos do digitador. Estes facilitam a vida e aumentam a resistência do corpo.

Na seção de cuidados posturais, os profissionais habilitados buscam corrigir e adequar a postura em cada atividade, seja em pé, sentada ou outras posições extenuantes. Orientam exercícios preventivos e corretivos para recolocar músculos, tendões e articulações em seus eixos anatômicos. São cuidados e atividades simples que se refletem em todos os aspectos biopsicossociais do indivíduo, promovendo a saúde e a produtividade no trabalho.

Atitudes simples como ajustar a cadeira, colocar os pés no chão, aproximar-se do equipamento, agachar-se usando as pernas, manter as atividades na altura dos olhos, trabalhar sob iluminação correta e fazer pausas produtivas com alongamentos, podem evitar muitos transtornos, faltas, licenças por motivos de saúde, afastamentos para tratamentos corretivos, doenças ocupacionais, descontentamentos, alterações emocionais e distúrbios psicológicos.

O corpo bem cuidado reflete em produtividade e bem-estar. A pessoa melhora a autoestima e o ambiente de trabalho fica mais propicio às relações agradáveis e pacíficas.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018