Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Aprendendo a fazer ou aprender fazendo?

por Charles Boeira - docente do Senac Caxias do Sul

De que maneira aprendemos? Será que o conhecimento é somente um processo intelectual? Em uma época que se reconhece múltiplas inteligências, chega a causar estranheza o fato de muitas escolas “ainda” optarem pelo antigo método de provas, que na verdade, nada provam. O aprendizado é muito mais do que compreensão racional, trata-se de um processo que envolve vários aspectos cognitivos, neurológicos e psicomotores. Caso contrário, bastaria passar na prova teórica para obtermos carteira de habilitação (CNH). Por que aulas práticas se já “compreendemos” o processo?

Porque, realmente, não é assim que acontece. Nós não aprendemos somente “compreendendo”, mas principalmente fazendo. Precisamos viver a experiência e colocar em prática para assimilarmos. São somente nesses momentos de execução de uma atividade, que o docente terá a real propriedade para avaliar se o aprendizado ocorreu ou não. Não devemos pensar em métodos punitivos posteriores, mas de reforço para o aprendizado, pois por um motivo ou outro, sua aula não atingiu o objetivo.

Na área da informática em nossa unidade, sempre damos preferência ao docente que tenha não somente experiência em sala de aula, mas também (e em alguns casos principalmente) no mercado de trabalho. De outra maneira, como irá proporcionar experiências reais e significativas? Aliás, “experiência” deve ser a palavra chave no processo de ensino, pois é isso que o aluno vem buscar em uma escola. Ele procura uma experiência que lhe agregue. Se for apenas para receber informações passivamente, a escola não é necessária já que hoje temos a internet.

A aula deve ser uma simulação do que irá acontecer no dia a dia do mercado de trabalho, pois como diria Paulo Freire “teoria sem aplicação prática vira verbalismo, assim como prática sem teoria vira ativismo”.

O perfil do corpo docente, a utilização de laboratórios temáticos, a disposição dos equipamentos e os exemplos de cases reais trazidos pelo professor possibilitam atingir esse objetivo durante a estada do nosso aprendiz. Tocá-lo de maneira significativa e útil para que, em um nível ou outro, possamos modificar, ou pelo menos, agregar algo realmente significativo em sua vida é a nossa missão.

Óbvio que teremos alunos que se dedicarão mais que outros, aproveitando melhor as oportunidades, otimizando o processo, mas independente dos resultados, devemos estar preparados, e deixar o ambiente propício para atingir nossa meta.

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato